Diante das especulações de que o governador de Pernambuco e presidente do PSB, Eduardo Campos, possível candidato à Presidência da República, estaria tentando uma reaproximação com o governador cearense Cid Gomes, o porta-voz da assessoria de comunicação do governador pernambucano sequer assumiu que haja distanciamento entre os dois.

“Os dois conversam regular e frequentemente, não há distanciamento”, afirmou. “A única divergência entre eles se dá sobre a forma de encaminhar candidatura própria do PSB à Presidência”. Cid, que prefere apoiar a reeleição da presidente Dilma, tem pressa. Eduardo diz que isso só pode ser resolvido mais para a frente, dentro do seu mote “é preciso ganhar 2013”.

De acordo com o porta-voz, Cid Gomes já afirmou que acompanha a decisão da maioria do partido, portanto, não haveria conflito.

Eduardo Campos recebeu convite do colega cearense para assistir ao show do ex-beatle Paul McCartney em Fortaleza, mas ainda não confirmou presença. Ele cumpre agenda no interior pernambucano nesta quinta, 9, e sexta-feira, 10.

No sábado, 11, Campos prestigia, em Goiânia, a filiação do ex-prefeito de Senador Canedo (GO), Vanderlan Cardoso (sem partido) ao PSB, sigla pela qual deverá disputar o governo de Goiás.