A Câmara Municipal de Arapoti aprovou em primeira votação o projeto de emenda à Lei Orgânica do Município que proíbe a contratação de parentes no Executivo e Legislativo, na segunda-feira, dia 11. A segunda votação deve ocorrer na próximo dia 20. A emenda foi apresentada pelos vereadores Mauro Costa (sem partido), Helsinki Carriello (PT), Juarez Woltz (PPS) e Lourival "Zico" Penna (PMDB).

A emenda vai proibir nomeações de familiares em até 3.º grau de vereadores, prefeitos, secretários municipais, diretores e chefes de departamento, assim como de diretores de fundações e autarquias. O nepotismo será também proibido nas entidades beneficentes que recebem subvenção social superior a 50% da sua receita bruta. Carambeí é outro município da região que está votando um projeto de emenda proibindo o nepotismo.

"A conjuntura é propícia para se estruturar a gestão com base em critérios não pessoais", afirma o vereador da cidade de Pato Branco Volmir Sabbi. Segundo ele, a Câmara do município arquivou um projeto de emenda contra nepotismo no ano passado, mas ele e os outros autores da proposta – Cilmar Pastorello (PL), Marcia Kozelinski (PPS) e Guilherme Silvério (PMDB) – irão reapresentá-la nas próximas semanas.