A Justiça Eleitoral deu prazo de cinco dias, a partir de hoje, para que o vereador e candidato ao Senado Netinho de Paula (PCdoB) apresente sua defesa no processo que responde por suposta compra de votos. No dia 3 de agosto, Netinho oferecia participação em seus shows a eleitores que respondessem a um quiz em seu site de campanha, como revelou o portal estadao.com.br. Minutos após a reportagem entrar em contato com a campanha do candidato para falar sobre a promoção, a página foi tirada do ar.

A representação contra Netinho foi formulada pela coligação do candidato tucano ao governo de São Paulo, Geraldo Alckmin. Com base na reportagem, a coligação pediu a cassação de seu registro de candidatura e aplicação de multa. Segundo a última sondagem Ibope/Estado/TV Globo, Netinho está em segundo lugar com 18% das intenções de voto na disputa por uma vaga no Senado. A notificação contra sua campanha foi publicada na edição de hoje no Diário de Justiça do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP).