O novo senador do Paraná nunca ocupou nenhum cargo eletivo. Desconhecido do eleitor, Sérgio de Souza é advogado e ex-assessor do ex-governador Orlando Pessuti. A indicação de Souza como primeiro suplente de Gleisi Hoffmann ao Senado foi uma exigência de Pessuti, durante as negociações que resultaram no apoio do PMDB à candidatura de Osmar Dias (PDT) ao governo do estado.

Descrito como um especialista em legislação eleitoral, Souza é proprietário do escritório de advocacia onde trabalha o filho de Pessuti, Moisés, em Curitiba. No site do seu escritório, a informação é que Souza presta consultoria e assessoria agentes políticos e gestores públicos.

Há alguns meses, Souza tem acompanhado Pessuti nos encontros partidários que o ex-governador tem realizado no interior do estado.

Pessuti disse que Souza já vinha sendo preparado para atuar politicamente há muito tempo. Souza foi chefe de gabinete de Pessuti, quando ocupou a vice-governadoria no segundo mandato do ex-governador Roberto Requião. “Nós queríamos que ele já tivesse concorrido a deputado estadual ou deputado federal. Ele é uma pessoa competente. Foi um grande assessor e um militante atuante da juventude do PMDB”, afirmou o ex-governador.