O Núcleo Cristão do diretório municipal do PSDB vai anunciar nesta sexta-feira, 15, apoio ao deputado estadual Coronel Telhada (PSDB-SP), que foi indicado na semana passada a compor a Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de São Paulo. O partido tem direito a três cadeiras no colegiado.

Presidente do núcleo que contempla evangélicos e católicos da legenda, o vereador Eduardo Tuma afirmou que “não há nada que desabone” o parlamentar a integrar a comissão.

“É um ótimo parlamentar. Não vejo qualquer momento em que ele tenha infringido regras, ou dado declarações contra os direitos humanos”, disse Tuma. “No que depender de nós do núcleo, Telhada tem o nosso referendo para participar da comissão”.

O anúncio será feito durante a eleição do corpo diretivo do Núcleo Cristão. Coronel Telhada é evangélico, músico da Congregação Cristã no Brasil, e membro ativo e participativo da Frente Parlamentar Evangélica da Assembleia Legislativa.

Tuma disse que o núcleo vai defender o nome do coronel na comissão apesar dos ruídos que a indicação causou “dentro e fora do partido”, segundo palavras do vereador. O vereador se referiu à divergência interna causada após segmentos do PSDB terem divulgado, na semana passada, uma nota pedindo que o partido reconsiderasse a indicação. O texto foi assinado pela Juventude do PSDB, Tucanafro, Diversidade Tucana e PSDB Esquerda Pra Valer. A veiculação da nota provocou discussões internas dentro dos mesmos movimentos que assinaram o documento.