A mensagem do prefeito Gustavo Fruet que solicita a abertura de crédito adicional especial, no valor de R$ 7,7 milhões, foi acatada em primeiro turno na sessão desta segunda-feira (14) da Câmara Municipal de Curitiba.

A proposta de lei trata de obras de infraestrutura turística para a Copa do Mundo de 2014, por meio de convênios junto ao Ministério do Turismo. “O recurso diz respeito à revitalização e à acessibilidade de diversos espaços da cidade”, destacou a presidente da Comissão de Economia, Finanças e Fiscalização, Professora Josete (PT).

O crédito prevê obras de acessibilidade na região central, com ênfase à Praça da Espanha, a construção de uma central de atendimento ao turista no Jardim Botânico e a reforma e construção de banheiros públicos.

O líder do prefeito, Pedro Paulo (PT), destacou que os convênios foram firmados em 2012 e que os aportes federais exigirão contrapartida de 8% do valor liberado.

“O Brasil assumiu compromissos para garantir a acessibilidade e a sinalização”, disse. “Logo teremos mais novidades em investimentos na área turística”, completou o vereador, quanto a convênios sob análise do Ministério do Turismo. Para a líder da oposição, Noemia Rocha (PMDB), a mensagem deveria trazer a especificação dos convênios referentes ao crédito em pauta.

O segundo-secretário, Serginho do Posto (PSDB), também declarou apoio à proposta da lei, mas lamentou a suspensão, pelo Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), de projetos para a Praça Carlos Gomes e Terminal do Guadalupe.