Emenda do vereador Jorge Bernardi (PDT) aprovada pela Câmara Municipal ao substitutivo geral que dispõe sobre a organização do sistema de transporte coletivo de Curitiba reduz a capacidade máxima de passageiros em pé nos ônibus de sete para seis pessoas por metro quadrado. O documento, que agora vai para a sanção do prefeito Beto Richa, diminui em cerca de 16%, segundo o parlamentar, o número de passageiros em pé nos coletivos da capital.

?Vai diminuir nos ônibus maiores, os biarticulados, 35 passageiros por  veículo  e, nos ônibus menores, oito. Os usuários do sistema de transporte coletivo em Curitiba sentirão estas melhoras principalmente nos horários de pico, quando a Urbs terá de colocar mais veículos nas linhas para atender a demanda?, diz Bernardi.

O vereador, que possui mestrado em gestão urbana e é professor universitário do Curso Superior de Gestão Pública da Fatec Internacional, não acredita que a medida possa encarecer a tarifa do transporte coletivo, uma vez que agora mais pessoas tomarão o ônibus, compensando a diminuição de passageiros.  ?Há um ganho na questão conforto dos usuários e na segurança. Também haverá menos situações de assédio, que tem sido uma reclamação constante das mulheres com os ônibus superlotados?, acrescenta.