Apontado como o nome mais provável do PT na disputa ao governo paulista em 2014, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, deu um tom político ao Mais Médicos, programa que deve ser sua bandeira na possível campanha ao governo paulista, . “É uma ironia São Paulo ser o Estado mais rico da federação, que tem as melhores faculdades de medicina do País e é o que teve de pedir mais médicos para o programa”, disse ele, sem citar o governador paulista e seu possível adversário Geraldo Alckmin (PSDB). “Chegou a hora do PT, chegou a nossa vez de governar o estado mais rico do País”, completou o ministro, nesta quinta-feira, 21, em encontro de prefeitos e vices do partido em Santo André (SP).

Padilha ampliou as críticas ao setor da educação e afirmou ainda não ser “admissível que São Paulo tenha a renda per capita que tem com os indicadores de educação tão baixos”, afirmou. “Eu vou discutir isso. O PT vai discutir isso. Nós precisamos de você e o PT mostrou que sabe ganhar eleição. Vamos fazer São Paulo ocupe o espaço no mundo assim como Lula ocupou espaço no mundo”, concluiu.