A Petrobras informou nesta quarta-feira, 8, que não possui informações sobre uma possível indenização a ser paga pela companhia holandesa SBM Offshore por conta de pagamento de propinas para obter contratos com a estatal. A declaração foi feita em resposta a pedido de esclarecimentos feito pela BM&FBovespa, em função de notícias de que a SBM Offhore teria aceitado indenizar a Petrobras em US$ 1,7 bilhão.

“A Petrobras esclarece que a competência legal para conduzir negociação de acordos de leniência com empresas mencionadas em investigações é das autoridades públicas brasileiras. Portanto, a companhia não possui informações a respeito desta negociação”, diz a estatal, no comunicado.

Mais cedo, a SBM Offshore negou ter fechado com autoridades no Brasil um acordo de indenização. Em comunicado, a companhia holandesa afirmou que “as discussões com autoridades brasileiras estão em fase inicial” e que ainda não houve um “acordo sobre números”. (Colaborou Sergio Caldas)