O nível da campanha na reta final das eleições em Roraima ficou tão baixo que virou caso de polícia. Vários vídeos com sérias acusações contra os candidatos circulam na internet. Seus autores, até agora desconhecidos, fazem cópias e distribuem nas caixas de correio dos moradores de Boa Vista. A Polícia Federal, que investiga o caso, conseguiu apreender pelo menos cem DVDs nesta madrugada.

Hoje, numa ação ousada, um panfleto apócrifo contra o candidato Neudo Campos (PP) e sua vice, Marília Pinto, foi encartado indevidamente no jornal Folha de Boa Vista, o mais antigo e de maior circulação no Estado. O panfleto acusa os dois de envolvimento com magia negra. O advogado da Editora Boa Vista, que edita o jornal, Frederico Leite, disse que a ação criminosa foi realizada por volta das 6h, num ponto de venda localizado no cruzamento das ruas São Sebastião e Ataíde Teive, um dos mais movimentados da periferia da capital.

Um vendedor foi flagrado por funcionários da empresa encartando os panfletos antes de vender os exemplares. Com ele, foram apreendidas milhares de cópias, feitas de forma grosseira em máquinas de xerox. O homem foi detido e levado para a Polícia Federal, onde presta depoimento. “Ele disse que recebeu os panfletos de um homem chamado Júnior com a promessa de pagamento, mas não revelou o valor”, afirmou o advogado.