O ex-governador Paulo Pimentel recebeu na quinta-feira o título de Honoris Causa, concedido pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Teatro Calil Haddad atingiu sua lotação máxima durante a cerimônia de homenagem, que integra as comemorações dos 40 anos da UEM. O título também foi concedido ao ex-prefeito de Maringá Adriano Valente, que faleceu em fevereiro deste ano e foi representado na solenidade pelo filho, o advogado Alex Valente. Adriano foi responsável pela construção dos primeiros blocos do campus-sede da UEM.

Outras 33 pessoas que participaram da história da entidade ainda foram homenageadas. Estiveram presentes o secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Nildo José Lubke (que representou o governador Orlando Pessuti), o ex-arcebispo Dom Jaime Luz Coelho, o prefeito Ricardo Barros, além de deputados federais e estaduais, vereadores e secretários municipais.

Paulo Pimentel assinou o decreto que implantou a UEM, em janeiro de 1970, durante seu mandato como governador, e recebeu a homenagem emocionado. “Ser reconhecido pela fundação de uma entidade que deu certo, e que deu frutos fantásticos, é uma gratificação profunda. Na época só havia Universidade Federal em Curitiba, e nós conseguimos interiorizar o ensino superior. Muitos achavam que era inviável, por que seria difícil conseguir professores e funcionários longe da capital, mas a UEM cresceu muito. Hoje envolve 27 mil pessoas, entre alunos e professores. Essa homenagem é um estímulo na vida pública”, relata. Outras cinco solenidades serão realizadas nos Câmpus Regionais da UEM até o final de Junho.