A direção estadual do PMDB decidiu que irá à Justiça para reaver os mandatos dos filiados que trocarem o partido por outras siglas para concorrer às eleições do próximo ano.

O vice-prefeito de Medianeira, Ricardo Endrigo, e o vereador de Santo Antonio da Platina, Celso de Souza, são os primeiros nomes da lista de ex-filiados que terão seus mandatos questionados pelo partido. O anúncio foi feito ontem, 30, na reunião da executiva do partido, em Curitiba.

“Não interessa se são dois, três ou quatro. Iremos em busca dos mandatos que são nossos”, afirmou o presidente estadual do PMDB, deputado estadual Waldyr Pugliesi.

O vice-prefeito de Medianeira trocou o PMDB pelo PSDB. E o vereador de Santo Antonio da Platina filiou-se ao PT onde estaria na lista dos candidatos à Assembleia Legislativa.

As ações de perda de cargo eletivo do PMDB serão fundamentadas na resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que consolidou o entendimento de que os mandatos pertencem aos partidos políticos ou coligações e não aos candidatos eleitos.

Até ontem, oficialmente, o partido tinha conhecimento apenas das duas filiações a outras siglas. Mas a lista dos acusados de infidelidade pode aumentar depois do próximo sábado, 3, quando vence o prazo de filiações para os candidatos às eleições do próximo ano.

O deputado Mauro Moraes poderá ser um dos alvos. Moraes deve anunciar amanhã sua filiação ao PSDB. Depois de meses de conflitos com a liderança do governo na Assembleia Legislativa, Moraes entrou com ação no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) para deixar o partido por justa causa, ou seja, sem perder o mandato, mas admite que a decisão não deve ser anunciada antes de sábado.

No caso do vice-prefeito de Medianeira, o PMDB também informou que irá ajuizar uma medida liminar preventiva para que Endrigo não possa assumir o cargo se o prefeito Elias Carrer se licenciar ou se afastar.

“Os dois foram eleitos em convenções partidárias e nas urnas pela população, representando a bandeira do PMDB. Portanto, o partido vai atrás daquilo que lhe foi tirado”, afirmou Pugliesi. Mas o PMDB também recebeu novos filiados.

Ontem, o vice-governador Orlando Pessuti abonou a ficha do diretor do Departamento de Trânsito (Detran), David Pancotti, e do Secretário Especial para a Coordenação de Projetos Sociais do Paraná, Nivaldo Maldonado Gonçalves, além do médico Afonso Antonkiuk.