A partir desta quinta-feira (27), quem quiser consultar os gastos dos 54 deputados do Paraná já pode acessar o Portal da Transparência , no site da Assembléia Legislativa. Entre os ítens, há a prestação de contas correspondente à verba de ressarcimento recebida mensalmente pelos deputados. Porém, a discriminação dos gastos é precária, o que ainda não garante a tão almejada trasnparência. Alguns deputados ainda não colocaram seus gastos no portal.

Outro problema é a falta de especificidade em relação a algumas despesas, como “serviços técnicos”. Mesmo não sabendo exatamente quais serviços são estes, os valores são altos. A deputada Cida Borguetti (PP), por exemplo, gastou R$ 8 mil neste quesito. Em seguida, vem o deputado Marcelo Rangel (PPS), que desembolsou R$ 4,5 mil, seguido de Ademar Traiano (PSDB), com R$ 4,1 mil.

Os deputados gastam bastante também com locação de veículos. Os deputados que mais investiram em carros são Alexandre Curi e Antônio Belinatti, que gastaram, respectivamente, R$ 3.240 e R$ 7.260. Já com locação de imóveis, o deputado Jocelito Canto (PTB) desembolsou R$2 mil.

Com divulgação da atividade parlamentar, o deputado Fernando Sorocaba (PDT) foi o que mais gastou: R$ 7.050. Os outros valores elevados foram R$ 6.300 – Chico Noroeste (PR), R$ 5.550 – Augustinho Zucchi (PDT), R$ 4.300 – Elio Rush (DEM), R$ 4 mil Waldyr Pugliesi (PMDB) e com R$3.700, o deputado Jonas Guimarães (PMDB).

Com alimentação, Miltinho Pupio (PSDB) ficou em primeiro lugar: ele desembolsou R$ 5.450, seguido de Luiz Fernandes Litro (PSDB), com R$ 5.126 e Caíto Quintana (PMDB), que gastou R$2.272.

O gasto com combustível é um dos que mais chama a atenção. Os deputados chegam a gastar mais de R$4 mil por mês para abastecer veículos, como é o caso do Professor Lemos, do PT. Na página do parlamentar, consta R$ 4.473 com combustível. Edson Traiano registra R$ 4.100 no ítem. Nelson Justus (DEM) e Nereu Moura (PMDB) gastaram, respectivamente, R$ 4.421 e R$ 4.368 e Duílio Genari (PP), R$ 2.986.

Os parlamentares Douglas Fabrício (PPS) e Dobrandino da Dilva (PMDB) foram os que tiveram os maiores gastos com passagens e taxas de embarque: R$ 4.216 e R$ 4.150. O próximo da lista é Durval Amaral (DEM), que gastou R$2.442. As gráficas também lucraram no último mês com os gastos de R$ 6.300 de Osmar Bertoldi (DEM) e R$ 3.980 de Fábio Camargo (PTB).

Os deputados que ainda não registraram os gastos foram: Neivo Beraldim (PDT), Mauro Moraes (PMDB), Ney Leprevost (PP), Edson Praczyk (PRB), Pedro Ivo (PT), Péricles de Mello (PT), Plauto Miro (DEM), Reni Pereira (PSB), Rosane Ferreira (PV), Stephanes Junior (PMDB), Tadeu Veneri (PT), Teruo Kato (PMDB), Valdir Rossoni (PSDB), Ademir Bier (PMDB), Antônio Annibelli (PMDB), Artagão Júnior (PMDB), Bete Pavim (PMDB), Cleiton Kielse (PMDB), Dr. Batista (PMN), Elton Welter (PT), Felipe Lucas (PPS), Francisco Bührer (PSDB), Luciana Rafagnin (PT), Luiz Accorsi (PSDB), Luiz Carlos Martins (PDT), Luiz Cláudio Romanelli (PMDB), Luiz Eduardo Cheida (PMDB) e Luiz Nishimori. (PSDB).

O Portal da Transparência pode ser acessado no site www.alep.pr.gov.br. No lado direito da página há um link para a página com os gastos.