Cerca de quatrocentos militantes e dirigentes do PPS participaram nesta segunda-feira à noite, em Curitiba, do lançamento do Fala Brasil, a ampla consulta popular que o partido realizará nas eleições deste ano. “Esta foi a forma que criamos para saber como a população acredita que pode resolver seus problemas nas comunidades, nos bairros e nos municípios. É um vínculo forte que estamos criando entre o partido e a cidadania”, afirmou o presidente nacional do PPS, deputado Roberto Freire, ao abrir o encontro.

Ontem à tarde, Freire visitou a Assembléia Legislativa, onde usou a tribuna para saudar os parlamentares estaduais. Em entrevista, elogiou a decisão de criar a CPI do Porto de Paranaguá e criticou a omissão do governo federal em relação à greve que paralisou os serviços portuários há duas semanas, trazendo prejuízos para o setor de exportações e para os caminhoneiros.

“É estranho que o governo federal não tenha pedido explicações, nem uma palavra, ao governador do Estado. Não se tratava apenas de um problema regional, mas do País, com perdas para os segmentos econômicos que tratam do agronegócio, setor que tem sido decisivo na balança comercial brasileira e para o crescimento da economia nacional”, disse o presidente do PPS.

Freire também criticou a posição do governador Roberto Requião contrária aos transgênicos. “Isso é uma grande bobagem. Não podemos adotar esse tipo de postura contra a ciência, contra a engenharia genética, que deve trazer benefícios não apenas na agricultura, mas também na saúde”, disse.

“É absurdo ir contra as multinacionais, quando na verdade devemos é ter as nossas multinacionais para não ficarmos reféns dos royalties cobrados pelas empresas estrangeiras”, declarou Freire. Segundo ele, o País deve fortalecer a pesquisa na Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) para não permanecer dependente de sementes e inovações tecnológicas de multinacionais, ao invés de atacar estas empresas.

Conversas

O vice-presidente nacional do PTB, Flávio Martinez, participou do almoço com Freire, ontem, no restaurante Devon?s, no Centro Cívico, assim como o pré-candidato do PP à Prefeitura de Curitiba, vereador Ney Leprevost. O presidente do diretório regional do PPS, Rubens Bueno, disse que o partido vem mantendo conversas com várias siglas, examinando a possibilidade de alianças. A intenção é lançar candidatura própria em Curitiba: “Mas as conversas são necessárias e naturais num processo democrático”, observou Bueno.