Foto: Arquivo

Stroher: pré-candidato.

Apesar de ter reeleito para a Prefeitura de Mandaguari em 2004, o ex-prefeito Ari Stroher (PMDB) é pré-candidato nas eleições municipais deste ano. Com mandato cassado por crime eleitoral, Stroher pretende disputar a Prefeitura novamente por entender que, como teve o registro de candidatura cassado no julgamento do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), tecnicamente, não exerceu segundo mandato, estando apto a disputar nova eleição.

?A situação de Ari Stroher em Mandaguari é controversa. Apesar de ter disputado a reeleição em 2004 e ter se sagrado vitorioso no pleito, posteriormente ele teve seu registro de candidatura cassado pelo TRE, o que, juridicamente, equivale a dizer que Ari Stroher sequer concorreu às eleições municipais validamente. Logo, não há como se afirmar que Ari tenha exercido o seu segundo mandato eletivo consecutivo?. Explicou o advogado eleitoral Guilherme Gonçalves, que defende Stroher. ?Ele exerceu por dois meses a Prefeitura, amparado por efeito suspensivo. Mas, a partir do momento que o registro de sua candidatura foi cassado, ele não pode ser considerado eleito. Assim, pode disputar a eleição?, explicou.

Gonçalves entende que a questão é nova e que, certamente, ainda será apreciada pela Justiça Eleitoral. No entanto, informou que Stroher registrará sua candidatura normalmente e só irá discutir a questão se algum adversário contestá-la. ?Seus adversários podem entrar com ação de impugnação de registro de candidatura. Aí sim iremos apresentar nossos argumentos para garantir a manutenção de seu registro?, revelou.