O prefeito de Itu (SP), Herculano Passos Júnior (PV), está à frente de um grupo de prefeitos paulistas do partido em um movimento para convencer Marina Silva a declarar apoio a José Serra no segundo turno ou, numa segunda hipótese, deixar o eleitor de São Paulo livres para a escolha.

O PV tem 23 prefeituras no Estado. Herculano disse ter conversado com os prefeitos do partido e a grande maioria se inclina a apoiar o candidato do PSDB. Ele vai levar essa posição à reunião que a executiva estadual, da qual faz parte, fará no próximo dia 14. “Já declarei meu voto favorável (ao apoio a Serra) à nossa Executiva, mas quero mostrar a posição da maioria dos prefeitos”, disse. “No que depender de nós, o PV paulista vai com Serra”, acrescentou.

Herculano conta que, há duas semanas, durante uma reunião em Itu, prefeitos e vereadores decidiram apoiar o candidato tucano ao Senado, Aloysio Nunes, junto com o candidato do partido, Ricardo Young. “Depois disso, a campanha do Aloysio decolou, ou seja, já temos uma parceria com o PSDB”. De acordo com o prefeito, a executiva nacional também sinalizou na mesma direção. “Espero que haja um consenso”. Ele disse, no entanto, que vai acatar a decisão do partido. A mulher de Herculano, Rita Passos, candidata mais votada do PV para a Assembleia paulista, com 154.351 votos, já declarou apoio ao candidato tucano.