O prefeito de Jaguariaíva, Ademar Ferreira de Barros, que teve seu mandato cassado por determinação do juiz eleitoral Marcos Vinícius Christo, entrou ontem com recurso contra a decisão. Enquanto ele não for julgado, pelo Tribunal de Justiça de Curitiba, Otélio Renato Baroni (PMDB) segundo lugar na eleição de 2000, não pode assumir o cargo. “O diploma foi cassado, mas ainda cabe recurso. A decisão do juiz já foi tomada, mas resta saber se ele irá mantê-la depois de analisar o recurso”, explica.

Em primeira instância Marcos Christo decidiu pela cassação do mandato de Ademar Barros e do vice-prefeito, João Francisco Schuvartz. A representação foi apresentada pelo Partido dos Trabalhadores da cidade, por intermédio do presidente municipal, João Maria Rodrigues.

De acordo com a ação, em terrenos de propriedade do município foram construídas casas populares em situação irregular. Os moradores, pessoas carentes da região, não possuem escritura pública ou matrícula dos imóveis. Ainda de acordo com o juiz, estes loteamentos são usados como “currais eleitorais”.