Um áudio divulgado pelas redes sociais assustou servidores da prefeitura de Guaratuba, no litoral do Paraná. Nele, é possível ouvir o prefeito da cidade, Roberto Justus (DEM) afirmando que a votação de seu pai, Nelson Justus, na cidade foi ‘inexpressiva’ e que por isso ele faria uma mudança de rumos na administração da cidade. Assim, todos os secretários e servidores em cargos comissionados seriam exonerados.

Na gravação, que tem mais de seis minutos de duração, o prefeito fala sobre os pouco mais de 3 mil votos dados ao pai na cidade, da qual ele foi prefeito por dois mandatos, sobre uma aparente reprovação de sua gestão, que teria refletido na eleição, e sobre uma ‘mudança de rumos’. “Hoje é um dia muito triste para Guaratuba. A votação [do Nelson Justus] foi tão inexpressiva na nossa cidade que se ele não tivesse sequer um voto em Guaratuba ainda assim seria eleito”, disparou.

Por isso, Roberto ‘decidiu’ trocar toda a administração guaratubana. “Preciso repensar todo o nosso trabalho, toda a nossa gestão. Por conta disso, decidi exonerar todos. Vou pensar o que está errado, porque a população não aprova o nosso trabalho”, disse.

Horas após o áudio vir à tona, o prefeito foi ao Facebook para remediar a situação. Além de se retratar e classificar a mensagem como um desabafo, ele afirma no texto que a ‘ausência de reconhecimento’ de Justus nas urnas o feriu.

Justus usou uma palestra de um professor português para ‘cobrar’ gratidão, afirmando que a escolha por não votar em seu pai foi feita apenas para ‘tirar voto daquele que tem feito muito’, o que caracteriza como ‘oposição cega’.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Greca anuncia reajuste para servidores de Curitiba