No ano em que antecede as eleições municipais, mais de quatro mil prefeitos desembarcam terça-feira (10) em Brasília com uma lista de desejos que alcança pelo menos R$ 27,9 bilhões. Participantes da 14.ª Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, que começa nesta terça e termina na quinta-feira (12), os prefeitos pretendem pressionar a presidente Dilma Rousseff e o Congresso Nacional. O lançamento da marcha foi feito nesta segunda (9), pelo presidente da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski, em Brasília.

Do governo federal, os prefeitos querem sobretudo impedir o cancelamento de recursos para obras e dividir a arrecadação das chamadas contribuições com a União. No caso dos restos a pagar (verbas que o governo ainda não liberou), segundo estudo preliminar divulgado ontem pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM), pelo menos R$ 1,24 bilhão em compromissos assumidos dos anos de 2007 a 2009 será cancelado por decisão do governo federal.

Os ministérios do Planejamento e da Fazenda preferiram não comentar as reivindicações dos prefeitos. A presidente Dilma Rousseff, no entanto, realizou na segunda-feira (9) uma reunião com o ministro de Relações Institucionais, Luiz Sérgio, para avaliar os pedidos dos prefeitos. Nesta terça, no final da tarde, Dilma participará da abertura do evento em Brasília. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.