Foto: Anderson TozatolO Estado

FHC: entrevista polêmica.

O PT deve entrar quarta ou quinta-feira com uma ação contra o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, por ofensa aos petistas e difamação do partido em entrevista à Revista "IstoÉ".

"É o mínimo que podemos fazer com relação a essas afirmações ofensivas", disse o presidente nacional da legenda, a deputado Ricardo Berzoini (SP). "A entrevista é, claramente, de uma pessoa destemperada, que procura, com as declarações, recuperar a credibilidade perdida", acrescentou.

Para Berzoini, Fernando Henrique está mais em campanha do que qualquer outro tucano, citando o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o prefeito da capital paulista, José Serra, pré-candidatos a presidente.

"Ele (FHC) tem dado demonstração de uma excessiva inveja do presidente Lula", afirmou. Segundo o presidente nacional do PT, o fato de o ex-presidente aparecer em pesquisas eleitorais em terceiro lugar e distante do presidente Luiz Inácio Lula da Silva "deve magoar a vaidade do ex-presidente".

De acordo com Berzoini, uma análise preliminar dos advogados indica que o processo deverá ser encaminhado à Justiça comum porque FHC só teria foro privilegiado para atos cometidos durante o período que exerceu o governo. A representação será movida no Judiciário paulista.