Foto: Arquivo/O Estado

Lula: prédio-fantasma.

Os três primeiros andares de um prédio no movimentado Setor Comercial Sul de Brasília, na região central da cidade, abrigarão o principal comitê da campanha de reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O contrato de seis meses prevê pagamento de R$ 22.500 mensais, somando R$ 135 mil.

O comitê ainda é um enorme salão vazio, que precisa ser adaptado para receber os comandos da campanha. As obras devem se intensificar esta semana, já que amanhã a campanha eleitoral começa oficialmente.

O tesoureiro do PT, Paulo Ferreira, acredita que o QG de Lula funcione a partir de 12 de julho. ?Só tem sentido o comitê funcionar quando eu puder financiá-lo. Para isso, temos que fechar a composição do comitê financeiro, registrá-lo no Tribunal Superior Eleitoral, abrir uma conta no banco especial para os gastos da campanha. Aí, sim, vou começar a arrecadar e gastar?, diz Ferreira.

Atualmente, o Edifício Toufic, onde vai se instalar o PT é quase um prédio-fantasma. Dos sete andares, apenas o sexto está ocupado, com o setor de informática do Ministério do Desenvolvimento Social. Os outros estão vazios. Nos andares alugados para a campanha da reeleição, com 480 metros quadrados cada um, será necessária uma reforma no piso, conserto nas janelas e troca das cortinas. Os custos da obra ainda não foram calculados.