O Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais informou nesta quarta-feira, 8, por meio de nota, que fez uma nova contagem de votos para o cargo de deputado federal nas eleições do ano passado e que nessa retotalização o Pastor Franklin Lima (PT do B), da Coligação + Minas (PT do B-PRP-PHS-PEN) perde a vaga que fica com o Adelmo Carneiro Leão (PT), da Coligação Minas Pra Você (PT-PMDB-PC do B-Pros-PRB).

Conforme o tribunal, a nova contagem ocorreu por conta da cessão de efeitos de liminar que suspendia o recurso contra a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de indeferir o registro de candidatura a deputado federal de Geraldo Hilário Torres (PT do B). “Os efeitos da liminar, concedida pelo ministro do TSE Gilmar Mendes no final do mês de janeiro, cessaram no dia 4 de março, quando foi publicada decisão do presidente do TSE relativa a juízo de admissibilidade de recurso extraordinário interposto por Geraldo Hilário contra a decisão do TSE que manteve o indeferimento do seu pedido de registro de candidatura”, explicou o TRE-MG, no comunicado.

A inclusão dos votos recebidos por Geraldo Hilário no cálculo dos quocientes eleitoral e partidário havia provocado as alterações referentes aos candidatos eleitos e suplentes das Coligações + Minas e Minas Pra Você. Nas Eleições 2014, o Pastor Franklin Lima teve 58.085 votos e Adelmo Leão, 57.921 votos.

O anúncio da retotalização foi feita pelo presidente do TRE-MG, desembargador Geraldo Augusto, na sessão de julgamentos no final da tarde de ontem, que ainda determinou a comunicação imediata ao TSE e à Câmara dos Deputados.