O deputado estadual Edson Praczyk (PRB) anunciou que saiu vencedor de uma ação que movia contra o governador Roberto Requião e o ex-secretário de Comunicação, Airton Pisseti. Ambos foram condenados a lhe pagar solidariamente indenização de R$ 80 mil por reparação de danos.

A ação foi proposta em 2005, depois que Requião e Pisseti acusaram Praczyk de ter pedido um “mensalinho” de R$ 45 mil mensais, em verbas de publicidade, para apoiar o governo nas votações da Assembleia. A sentença, de dezembro do ano passado, é assinada pela juíza da 6ª Vara Cível de Curitiba, Ana Lúcia Ferreira.

Praczyk decidiu processar Requião e Pisseti após entrevistas do governador a programas de rádio dizendo estar desapontado com um deputado que, segundo Pisseti, havia pedido dinheiro para votar com o governo. “Ele não levou nada, só um pito do governador”, disse Requião ao programa de rádio do deputado Jocelito Canto.

Praczyk foi submetido ao Conselho de Ética da Assembleia, e absolvido por falta de provas. Para o deputado, “a sentença foi um pito ao governador, que não pode sair caluniando as pessoas”.

O deputado também move ação criminal contra Requião, mas está parada porque depende de autorização da Assembleia. “O governador Roberto Requião é o maior mentiroso do Paraná. Disse que ia acabar com o pedágio e não acabou, disse que ia construir as estradas da liberdade e também não fez, e, ainda fala inverdades sobre as pessoas”, desabafou o deputado.

Leia mais sobre o assunto daqui a pouco.