Pedro França/Agência Senado
Ex-governador foi condenado no TJ-PR.

O Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) confirmou hoje (27), por unanimidade, a condenação do Senador Roberto Requião por ofensas dirigidas ao Ministro Paulo Bernardo.

O valor da condenação, já com os honorários de sucumbência que Requião terá de pagar a Luiz Fernando Pereira – advogado do Ministro –, passa de R$ 75 mil. Requião já estava condenado em primeira instância pelas mesmas acusações.

A discussão começou em 2010, depois que Requião sugeriu que Paulo Bernardo teria apresentado um projeto superfaturado para a Ferroeste. Como Requião fez inúmeras acusações, Bernardo propôs a ação por danos morais.

O TJ ainda entendeu que também o Estado poderá ter de indenizar Bernardo pela parcela das acusações que foram veiculadas na escolinha de Governo. Requião queria que tudo fosse arcado pelo Estado, inclusive as acusações pelo Twitter.

O Tribunal de Justiça recusou a tese de jogar a conta toda para o erário. Como os recursos judiciais não têm mais efeito suspensivo, em algumas semanas Requião receberá a visita do oficial de justiça com a execução.