O ex-governador Roberto Requião, candidato ao Senado pelo PMDB, finalmente entrou na campanha ao lado de Osmar Dias (PDT) e Gleisi Hoffmann (PT). Depois de participar da coletiva de lançamento de Osmar no último dia 2, em Curitiba, Requião não participou da agenda dos candidatos de sua coligação, “A união faz um novo amanhã”, na última semana. Juntos, Osmar, seu vice, Rodrigo Rocha Loures (PMDB) e Gleisi passaram, sem Requião, por diversas regiões do Estado apresentando a chapa. Ontem, ao participar de uma reunião com os deputados do PMDB, o ex-governador integrou o grupo.

Na reunião, a chapa majoritária definiu detalhes sobre a campanha eleitoral com os candidatos da proporcional. Detalhes como a agenda de campanha, o material da coligação, entre outros assuntos. Na reunião, Requião também vinculou sua agenda à de Osmar e Gleisi. A ausência de Requião na primeira semana de campanha da chapa alimentou especulações sobre um possível racha no grupo, já que para formar a aliança, Osmar, Requião e Gleisi tiveram que superar algumas desavenças antigas entre os três. Porém, a assessoria do ex-governador alegou que Requião só iniciaria sua campanha essa semana. “Estamos numa disputa clara entre a política de inclusão do Lula e o “fernandohenriquismo’, que nos deixou numa situação dura. Estamos aqui para ganharmos juntos. É uma campanha fechada”, declarou Requião durante a reunião de ontem.

Sobre as divergências, o ex-governador disse que a história política do grupo não começou em 2006. “Antes, Osmar Dias foi coordenador da minha campanha em 1990, foi meu secretário de agricultura, formou chapa comigo em 1994 e foi meu colega de Senado. Temos uma grande história juntos”, disse. Osmar, Requião e Gleisi terão agendas distintas, adequadas à disponibilidade de cada um, representando a chapa pelo Estado, mas estarão juntos em eventos chave da campanha

Dilma em Curitiba

O ex-governador já tem mais um compromisso oficial ao lado de Osmar e Gleisi: receber a candidata petista à Presidência de República, Dilma Rousseff, em Curitiba, amanhã à noite. A petista, que viria para o Paraná na sexta-feira, adiantou sua visita ao Estado para participar de um encontro com os prefeitos e candidatos de PT, PDT, PMDB e dos demais partidos da coligação, às 19h, no Clube Concórdia, organizado pelo candidato a vice-governador, Rodrigo Rocha Loures (PMDB). “É uma oportunidade importante para que todos os prefeitos venham ouvir as propostas da Dilma de parceria com os municípios”, disse Osmar. “A agenda seria outra, seria na rua, mas decidimos que, neste momento, é mais importante garantir a união do grupo político, mostrando que a aliança, apesar de recente, está fechada. Depois terá muita rua com Dilma e Lula”, disse a candidata ao senado pelo PT, Gleisi Hoffmann.