Requião faz dois comícios nesta quinta-feira.

O ex-vice-governador do Estado na gestão de Alvaro Dias (entre 1986 a 1990), Ary Queiroz, declarou ontem o seu apoio à candidatura do senador Roberto Requião (PMDB) ao governo.

Ex-integrante do grupo que fundou o PSDB nacional – junto com o ex-governador José Richa e com o atual secretário-geral da Presidência, Euclides Scalco – apareceu ontem no programa de Requião no horário eleitoral gratuito manifestando sua posição.

O ex-vice-governador justificou sua opção dizendo que, apesar de estar afastado da políticas por uma decisão pessoal e de estar se recuperando de um problema cardiológico, não poderia se omitir no segundo turno da eleição. “Tinha que me posicionar e defender o melhor para o Paraná. Requião vai fazer uma administração mais voltada para o social”, explicou.

Queiroz rompeu com Alvaro Dias no final do governo. Ele iria assumir o governo no lugar de Alvaro, que iria disputar o Senado pelo PMDB. O governador, porém, recuou da decisão argumentando que seu vice estaria tramando uma completa mudança de linha no governo. A época, Alvaro chegou a classificar Ary e seu grupo como “filhos do mal”.

Neutralidade

O secretário-geral da Presidência da República, Euclides Scalco, declarou ontem que vai se manter neutro no segundo turno da sucessão estadual. Por meio de sua assessoria, Scalco informou que não procedia a informação publicada ontem pelo jornal Folha de S. Paulo de que estaria pronto para declarar apoio a Requião. Segundo o secretário-geral da Presidência, o apoio ao senador seria uma demonstração de falta de solidariedade ao presidente Fernando Henrique Cardoso, que foi duramente criticado em seus oito anos de governo pelo senador.

Comícios

O senador Roberto Requião começa hoje a cumprir calendário de comícios da campanha eleitoral do segundo turno. Os primeiros comícios serão realizados na região Noroeste. Além de Requião, deverão participar líderes políticos dos partidos que aderiram à candidatura peemedebista. De acordo com a coordenação geral da campanha, a previsão é que sejam realizados dois comícios por dia, até o fim desta segunda etapa. O primeiro comício de hoje será realizado às 20 horas, em Paranavaí, e o outro, às 21h30, na avenida Paraná, região central de Cianorte.

Ainda hoje, pela manhã, Requião participa da entrevista coletiva que será concedida pelo Diretório e Comissão Executiva do PL para formalizar apoio à candidatura peemedebista ao governo do Estado.

Instituto defende pesquisa

A empresa Senso Coleta de Dados encaminhou à Fundação Pedroso Horta nota de esclarecimento contestando as acusações do senador Alvaro Dias (PDT).

“A Senso – Coleta de Dados S/C é uma empresa com mais de 12 anos de existência, legalmente constituída, registrada no 3.º Registro Civil de Pessoas Jurídicas, em São Paulo, tendo CGC/MF 38.881.355/0001-00, com uma extensa relação de serviços prestados e que mantém, no Paraná, um contrato com a Fundação Pedroso Horta, para avaliar as tendências eleitorais com relação às eleições para o governo estadual.

De acordo com a nota, a Senso, desde o início do seu contrato vem registrando seu trabalho junto ao Tribunal Regional Eleitoral, obedecendo o que determina a lei 9.504/97, através de seu artigo 33. Dessa forma, garante a empresa, cumpre todos os requisitos necessários definidos em lei, sem que tenha havido até agora nenhum pedido de impugnação a qualquer dos registros feitos junto à justiça eleitoral, o que é possível a todos os partidos e coligações.

Conforme a nota, a empresa repele todas as insinuações, assegura que seu trabalho obedece rigorosamente as exigências técnicas e as normas legais e pretende tomar “providências junto à justiça para preservar o conceito que desfruta com seus clientes”.

Reação

“O bom senso de Alvaro Dias deveria alertá-lo para o grande e inegável crescimento da candidatura de Requião, que já virou o jogo. Se contesta a pesquisa Senso, que está registrada no TRE e foi realizada em bases científicas, também não aceitamos a sua empresa de pesquisa, a Alvorada, que tanto ele utilizou no primeiro turno e é de propriedade de um amigo de Londrina. Mesmo assim, é preciso lembrar que os números da Senso sempre estiveram próximos aos do Ibope. O avanço da candidatura do PMDB é inegável, mesmo que avaliemos apenas o Ibope divulgado ontem”, afirmou o coordenador jurídico do PMDB, Luiz Carlos Delazari.

O assessor jurídico de Requião comentou ainda que em relação aos resultados finais da votação do primeiro turno, Requião cresceu 24 pontos enquanto Alvaro subiu apenas 18.