O governador Roberto Requião (PMDB) participa hoje, em Brasília, a partir das 9h, da reunião dos governadores com o presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT). Requião viaja com o firme propósito de apoiar as reformas tributária e previndenciária propostas pelo governo Federal. “É hora de se unir em torno de Lula e dar a ele o apoio necessário para as transformações que o país precisa”, disse Requião.

O governador acredita que, sem as reformas, dificilmente o país sairá da crise em que se encontra e Lula não poderá realizar as mudanças que se propôs a fazer. “O Paraná, neste momento, não pensa em interesses localizados. Pensa sim no Brasil”, afirmou Requião, ressaltando que não há divergências fundamentais entre as propostas regionais e nacionais. “O momento é de renúncia e os Estados devem abrir mão de interesses regionais”, finalizou.

China

Já na quinta-feira (17), ainda em Brasília, às 10h30, o governador Roberto Requião visita o embaixador da China no Brasil, Jiang Yuande, para discutir o interesse de estabelecer a cooperação entre o Paraná e a China. Quando eleito governador pela primeira vez, Requião esteve na China e iniciou um intercâmbio que jamais cessou.

Agora, o governador pretende incrementar o relacionamento com aquele país e pedir a ajuda do embaixador para tentar trazer ao Paraná as exposições chinesas Guerreiros de Xi” an e Tesouros da Cidade Proibida, que serão abrigadas no Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba.