Os dois principais candidatos ao governo do Paraná, Beto Richa (PSDB) e Osmar Dias (PDT), passaram boa parte do dia de hoje em preparação para o último debate antes da eleição de domingo, que será realizado na Rede Paranaense de Comunicação (RPC), afiliada da Rede Globo no Estado. Mas também se dedicaram a outras atividades. Dias, de acordo com a assessoria, fez algumas gravações para programa eleitoral de rádio, enquanto Richa fez campanha no Mercado Municipal.

No mercado, onde esteve com sua mulher, Fernanda Richa, o candidato tucano acentuou a confiança em vitória. “Acredito que conseguimos conquistar a confiança dos eleitores, com boas propostas”, disse. No entanto, a coligação não teve boas notícias, pois teve confirmada a perda de todas as inserções do candidato até o fim da campanha na maioria das emissoras de televisão por ter usado o espaço dedicado aos senadores. Ele somente poderá usar o horário eleitoral da tarde e da noite.

Porém, se perdeu nessa questão, a coligação venceu em outras, principalmente ao conseguir barrar mais uma pesquisa eleitoral. O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) acatou a argumentação de que haveria falhas na metodologia aplicada pelo Instituto Datafolha. A pesquisa ouviria 1.490 pessoas e deveria ter os resultados divulgados hoje. O Datafolha pode recorrer.

Os pedidos de impugnação começaram a ser protocolados quando a diferença entre Richa e Dias, que era bastante favorável ao tucano, começou a diminuir. Na semana passada, a divulgação das pesquisas do Datafolha e do Ibope já tinha sido suspensas.