O governador Beto Richa compareceu ao velório do ex-deputado federal Moacir Micheletto, nesta terça-feira (31/01), em Assis Chateaubriand, no Oeste do Paraná. Ele disse que o momento é de dor e consternação pela morte do parlamentar, vítima de um acidente de automóvel. “Tínhamos todos grande admiração e muito respeito pelo deputado, independentemente de ideologia política”, afirmou. “Era um líder respeitado nacionalmente e ajudava demais o Estado, principalmente os produtores rurais”, comentou.

O governador lembrou que esteve com o ex-deputado por duas vezes na semana passada: na posse da nova diretoria da Federação da Agricultura do Estado do Paraná (Faep), da qual Micheletto era um dos vice-presidentes, e na inauguração da unidade de soja da Cooperativa Agropecuária Consolata (Copacol), em Cafelândia. “Ele era um homem aglutinador, um político sereno, que através de sua liderança e da disposição para o trabalho fez muito bem para o Paraná e para o Brasil”, afirmou Richa.

O Governo do Paraná decretou luto oficial de três dias pela morte do ex-deputado federal e o governador destacou que era seu dever, em nome dos paranaenses, render a última homenagem a Micheletto e levar um pouco de conforto aos amigos e familiares do ex-parlamentar, que foi vítima de um acidente na rodovia PR-239.

O velório também teve a presença do presidente em exercício, Michel Temer, e dos ministros Mendes Ribeiro Filho (Agricultura) e Gleisi Hoffmann (Casa Civil), entre outras autoridades nacionais e estaduais.

Natural de Xanxerê (SC), Moacir Micheletto tinha 69 anos, era engenheiro agrônomo, administrador rural e foi extensionista agrícola da Emater. Estava no sexto mandato como deputado federal.

Atualmente era membro titular das comissões de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural e de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável. Com o falecimento, a vaga na Câmara dos Deputados será ocupada por Odílio Balbinotti.