O senador Roberto Requião defendeu ontem em Ponta Grossa uma aliança entre o seu partido e o PT tanto no plano nacional como no estadual e disse que não vai apoiar o candidato do PMDB a presidente da República caso o partido insista em se aliar ao PSDB, do senador José Serra. Para que Lula tenha seu integral apoio, porém, o senador voltou a insistir na tese que já havia apresentado esta semana: a renúncia da candidatura do deputado federal Padre Roque (PT) ao governo do Estado. Acompanhado do pré-candidato do PMDB ao Senado, o ex-governador Paulo Pimentel, Requião reuniu cerca de duas mil pessoas no Clube Verde, inclusive dezenas de prefeitos e vereadores da região.