O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Miguel Rossetto, comentou, por meio de nota, a decisão da presidente Dilma Rousseff de manter a regra “85/95” para a Previdência Social. Segundo ele, a decisão da presidenta Dilma em manter a regra “85/95” representa uma conquista para os trabalhadores brasileiros e atende à reivindicação das centrais sindicais e a uma posição do Congresso Nacional. “Reconhecendo que a população brasileira vive mais, o que é bom, e que a Previdência tem que ser sustentável, a progressividade na regra “85/95″ garante os direitos dessa geração e das gerações futuras”, afirmou no comunicado.