O presidente estadual do PSDB, deputado estadual Valdir Rossoni, protocolou ontem no Ministério Público Estadual uma denúncia de uso da máquina pública administrativa pelo governo estadual em favor da campanha do candidato ao governo da coligação adversária dos tucanos, Osmar Dias (PDT).

No ofício que encaminhou ao MPE, o dirigente tucano acusou funcionários dos núcleos das Secretarias de Educação e do Detran (Departamento Estadual de Trânsito) de usarem os computadores do serviço público para distribuir mensagens pelo serviços de e-mail do governo contra Beto Richa (PSDB).

Rossoni também anunciou que denunciará também o governador Orlando Pessuti (PMDB) devido ao encontro que promoveu anteontem à noite em um restaurante de Santa Felicidade, em Curitiba, com prefeitos de diversos partidos, Osmar e os candidatos ao Senado, Gleisi Hoffmann (PT) e Roberto Requião (PMDB).

O argumento de Rossoni é que os prefeitos foram convidados por telefone por servidores públicos, dos seus locais de trabalho. “Podemos pedir a quebra do sigilo telefônico para provar que isso aconteceu”, afirmou.

Uma das denúncias contra servidores do governo foi feita pelo deputado estadual peemedebista Dobrandino da Silva, pai de Sâmis da Silva, candidato a deputado estadual pelo PSDB.

Segundo Rossoni, foi Dobrandino quem alertou o PSDB sobre o suposto envolvimento do Detran de Foz do Iguaçu na campanha de Osmar. “Eles estão achando que o Paraná é deles. O Paraná não tem dono. É nosso, do povo e a farra acabou”, atacou o tucano.

Rossoni disse que não adianta o governo negar a infração. “Vai ter que ser aberta uma investigação sobre isso. E mesmo que o governo encubra agora, esses funcionários serão demitidos pelo próximo governo”, disse o deputado, que anexou à denúncia a cópia de uma mensagem distribuída pela Internet a um grupo de 368 funcionários da Secretaria Estadual da Educação, comentando que a política educacional de Beto tem a mesma orientação do governo Lerner.

Defesa

A versão do governo do Estado é que não houve nenhuma convocação dos prefeitos para o jantar. Como os prefeitos estavam na capital para participar de evento da Associação dos Municípios do Paraná (AMP) com Beto e Osmar, eles aproveitaram a ocasião e foram ao jantar.

Em relação ao envio de e-mails partindo da Seed, o governo estadual afirmou não ter conhecimento da situação e, por meio de sua assessoria de imprensa, avisou que vai averiguar se houve algum abuso por parte de funcionários.