Passado o entusiasmo do dia seguinte à reeleição do prefeito Beto Richa (PSDB), outras vozes já começam a se manifestar sobre a candidatura ao governo em 2010. O líder da oposição na Assembléia, Élio Rusch (DEM), acha o prefeito um grande candidato ao governo, mas lembra que existe um inconveniente.

Tudo ou nada

Beto terá que renunciar à prefeitura se quiser concorrer. Rusch é um dos poucos que até agora ousou ver um obstáculo no projeto acalentado por nove entre dez tucanos. Se Beto não se elege, fica sem nenhum pássaro na mão. Quer dizer, mandato.