O presidente nacional do PSDB, deputado Sérgio Guerra (PE), disse na tarde de hoje que a saída do ministro chefe da Casa Civil, Antonio Palocci, era previsível. “Eu acho que na medida em que ele não esclareceu isso no primeiro momento, ele não tinha outra saída”, afirmou, referindo-se às denúncias sobre a multiplicação do patrimônio de Palocci nos últimos anos.

“É uma forma de demonstração de que o País está vivo”, acrescentou. Segundo Guerra, o PSDB deve continuar a pedir esclarecimentos sobre as denúncias contra Palocci. “É a notícia que deveria acontecer”.