Divulgação
Salamuni comandará a Mesa Executiva da Câmara.

O vereador Paulo Salamuni (PV) é o novo presidente da Câmara de Curitiba. Candidato do prefeito Gustavo Fruet (PDT) para ocupar o cargo, o parlamentar encabeçou a chapa única “Ética e Transparência”, da qual fazem parte os demais membros da mesa executiva. Além de Salamuni, o vereador Professor Galdino (PSDB) se apresentou como candidato à presidência, mas não recebeu nenhum voto. Já o PSB, partido do ex-prefeito Luciano Ducci, não participou do bloco partidário e declarou que irá se manter independente.

A eleição ao cargo foi na tarde desta quarta-feira (02), com a participação de todos os 38 vereadores. Junto com o presidente, compõem a mesa os vereadores Tito Zeglin (PDT), 1.º vice, Julieta Reis (DEM), 2.ª vice, Ailton Araújo (PSC), 1.º secretário, Serginho do Posto (PSDB), 2.º secretário, Zé Maria (PPS), 3º secretário, Jairo Marcelino (PSD), 4º secretário, Noêmia Rocha (PMDB), corregedora, e Chico do Uberaba, vice-corregedor.

Sem subserviência

Salamuni, que inicia seu sétimo mandato, afirmou que pretende recuperar a confiança dos curitibanos em relação à Casa, que saiu “maculada” após os escândalos na última gestão. “Vamos resgatar a dignidade e a auto-estima da Câmara”, disse o parlamentar que também destacou a necessidade de trabalhar junto com a prefeitura, porém, sem subserviência. Para a vereadora Professora Josete, líder do PT na Casa, a nova presidência representa o marco histórico por se tratar da mudança de cultura após mais de 20 anos. “É a clareza no mecanismo que vai impulsionar o trabalho”, garantiu.

Sem concordar com a formação da chapa única, Professor Galdino se absteve da votação de todos os cargos da mesa. O tucano afirmou que desta maneira se mantém independente.