O prefeito de Curitiba, Beto Richa (PSDB), exonerou no final da tarde de ontem o secretário da Região Metropolitana de Curitiba, Manasses de Oliveira, o superintendente da secretaria, Raul D’Araújo Santos, e o gestor público Alexandre Gardolinski.

Manasses e Santos causaram polêmica nas eleições de 2008 ao declarar apoio à reeleição de Beto, contra decisão de seu partido, o PRTB, que coligou com o PTB para apoiar o candidato Fábio Camargo.

A assessoria de comunicação da Prefeitura de Curitiba não soube informar o motivo pelo qual Manasses de Oliveira foi exonerado e nem quem irá assumir a pasta.