Já de posse do estudo da Fundação Dom Cabral que redesenhou a estrutura do governo do Paraná − o resultado foi anunciado na manhã desta quinta-feira (20) −, Ratinho Jr (PSD) informou mais sete integrantes do primeiro escalão, entre eles o futuro secretário de Saúde. Por ora, o futuro governador confirmou 16 indicados para o secretariado e outros nove nomes que comandarão órgãos centrais do Executivo estadual.

Alguns dos nomes citados já estavam entre os cotados e outros são novidades. O que é certo é o resgate da velha guarda, com várias nomeados que já tiveram atuação em governos anteriores. É o caso de Reinhold Stephanes, que já foi ministro em várias gestões federais e estava à frente da equipe de transição entre os governos, e ocupará uma nova secretaria criada, a de Gestão Pública.

+Leia mais: Novo secretário de Educação de Ratinho é empresário do ramo da informática

Claudio Stabile, que já foi integrante do ParanaCidade, será o indicado para presidência da Sanepar. Já o antigo administrador e diretor-executivo do Shopping Total, Eduardo Bekin, é o novo presidente de Agência de Paraná de Desenvolvimento. Outro que já foi secretário estadual, no caso de Indústria e Comércio, e volta ao governo é Jorge Lange, desta vez para a presidência da Cohapar, a Companhia de Habitação do Paraná.

Entre os cotados que foram confirmados estão o deputado estadual Marcio Nunes (PSD) para o Meio Ambiente e o médico e prefeito de Apucarana, Beto Preto, para a Secretaria de Saúde. Já o nome de Norberto Ortigara, que é aliado de primeira hora de Ratinho Jr, estava sendo cogitado para a presidência da Sanepar, acabou sendo indicado para retornar ao cargo de secretário estadual de Agricultura e Abastecimento.

+Leia mais: Secretário de Segurança Pública escolhido por Ratinho é general do Exército

Novo secretário de Saúde do Paraná é Beto Preto.
Prefeito de Apucarana Beto Preto é o novo secretário de Saúde do Paraná. Foto: Reprodução/Facebook

No dia anterior, Renê de Oliveira Garcia Júnior foi anunciado como secretário da Fazenda, cargo que tinha outro favorito, o economista Bruno Funchal, cujo trabalho no Espírito Santo foi muito elogiado em todo o país. Convidado, Funchal preferiu assumir um posto no governo Jair Bolsonaro. A equipe de Ratinho também definiu nesta mesma data o novo secretário do Planejamento. Inicialmente, Valdemar Bernardo Jorge era cotado para a Agricultura.

Relembre as promessas de Ratinho Junior, governador eleito do Paraná