O secretário da Educação, Mauricio Requião, estará segunda-feira (12/5) pela manhã na sede da AMP (Associação dos Municípios do Paraná), em Curitiba, para apresentar aos prefeitos e 18 presidentes de associações micro-regionais de municípios a solução que o governo oferece para o atraso no repasse de recursos do transporte escolar dos alunos da rede estadual de ensino. Caso o repasse não seja garantido, as 399 prefeituras do Estado poderão suspender o transporte dos alunos da rede estadual de ensino no período noturno.

Na segunda-feira, os prefeitos também vão se reunir na sede da AMP com deputados das bancada estadual e federal e com a Comissão de Reforma Tributária da Assembléia Legislativa para discutir o projeto de reforma tributária que está em debate no Congresso Nacional. A AMP está insatisfeita com o teor do projeto sugerido pelo governo. Os prefeitos querem que os municípios tenham uma maior participação no bolo tributário, o que ainda não foi sinalizado no texto. Segundo a ABM (Associação Brasileira de Municípios), as prefeituras recebem apenas 13,4% da receita de impostos da União. Da reunião também devem participar os secretários estaduais Caíto Quintana (Casa Civil), Renato Adur (Desenvolvimento Urbano) e Aldo Parzianello (Justiça).

Anteontem, o prefeito de Barracão e presidente da AMP, Joarez Lima Henrichs, e o prefeito de Iretama e 1.º vice-presidente da AMP, Same Saab, reuniram-se com Mauricio e cobraram do governo que defina imediatamente as datas de assinaturas dos convênios com as prefeituras garantindo o repasse dos recursos.