O domingo (25) e a segunda-feira (26) serão de prova para os 12.340 candidatos aprovados na 1ª. fase do vestibular da UFPR. Nos dois dias, os portões serão abertos às 12h40 e fechados às 13h30, mas é importante se antecipar, já que o tráfego na região dos locais de prova é sempre lento. A realização da prova do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) também deve ajudar a sobrecarregar o trânsito no domingo.

A Urbs, que gerencia o transporte público de Curitiba, vai reforçar linhas de ônibus tanto para o vestibular quanto para o Enade. Tanto no domingo quanto na segunda os candidatos do processo seletivo da UFPR terão 4h30 para responder ao teste: das 14h às 18h30.

No domingo, os selecionados para a 2.ª fase serão submetidos às questões de Compreensão e Produção de Textos, que consiste em três questões discursivas e é igual para todos os estudantes.

Na segunda, serão aplicadas as provas específicas de Biologia, Física, Química, Matemática, Geografia, História, Sociologia e Filosofia. Serão até dois testes específicos por candidato (dependendo do curso), cada um deles composto de sete questões discursivas. Também na segunda, aspirantes aos cursos de Arquitetura e Urbanismo, Design Gráfico e de Design de Produto terão testes de Habilidade Específica, além das provas teórica e prática para o curso de Música (com horários específicos, conforme consta no edital do vestibular).

O ensalamento dos candidatos foi divulgado na última quarta-feira (21). As provas ocorrem Curitiba, Palotina, Matinhos, Toledo e Jandaia do Sul. Na capital, serão dez locais de prova.

Orientações gerais do vestibular

Para cessar o local de prova, o candidato deve apresentar o comprovante de ensalamento e um documento de identidade dentro do prazo de validade e em condições físicas que permitam a identificação. Os documentos que serão aceitos também estão no edital.

As questões deverão ser respondidas com caneta esferográfica de tinta preta, mas é permitido levar lápis, apontador e borracha para anotações e cálculos necessários ao longo da prova. O uso de corretivos é proibido.

Durante a prova, não é permitido utilizar relógios e aparelhos eletrônicos, fone de ouvido, bonés, gorros, chapéus ou outro acessório que cubra as orelhas. Os candidatos poderão se alimentar no local de prova, desde que os alimentos não causem ruídos ou odores que atrapalhem a concentração dos demais candidatos.

A data provável para divulgação do resultado final do vestibular 2018-2019 é 11 de janeiro de 2019, exceto para o Curso de Formação de Oficiais da Polícia Militar, que deve ter lista de classificados divulgada no dia 14 de janeiro.

Enade

No domingo (25) também será dia das provas do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), que é requisito curricular obrigatório dos cursos de graduação. A prova será aplicada em todo o país para alunos de 27 cursos, sendo 14 de bacharel e outros 13 de nível tecnólogo.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) informou que, por questão de segurança, não divulga os locais de prova, mas se sabe que, além da UFPR, haverá alunos fazendo os testes também na Universidade Positivo e na Faculdade Santa Cruz.

Pelo horário de Brasília, os portões abrem às 12h e fecham às 13h. A prova será entre 13h30 e 17h30.

Reforço de ônibus

A Urbs, que gerencia o transporte público de Curitiba, vai reforçar linhas de ônibus tanto para o vestibular quanto para o Enade.

Para o Enade serão colocadas em circulação as linhas Universidade Positivo e Faculdade Santa Cruz e reforçadas as linhas que passam perto dos cinco locais de prova. A lista completa está no site da Urbs.

Já para o vestibular, o esquema será maior. No entanto, haverá diferença de linhas de reforço, uma vez que na segunda-feira muitas das linhas que abastecem esses locais já circulam em maior frequência. Todo o planejamento de transporte público para o vestibular da UFPR também está no site da Urbs.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Sem subsídio, passagem de ônibus em Curitiba pode chegar a R$ 5