Brasília – O porta-voz da Presidência da República, Marcelo Baumbach, afirmou nesta sexta-feira (14) que o governo brasileiro não teve de reforçar, até o momento, o esquema de segurança do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, durante a visita que fará a La Paz, capital da Bolívia, no fim de semana (dias 16 e 17).

"Não existe nada, no momento, que aponte para a necessidade de alguma precaução especial ou necessidade de cancelamento da viagem. O presidente Lula irá à Bolívia na existência plena de segurança para realização dessa visita", disse Baumbach aos jornalistas.

Desde a aprovação da reforma constitucional pela Assembléia Constituinte, no dia 9 deste mês, o clima na Bolívia é tenso com conflitos e mortes nas ruas. Governadores que se opõem ao presidente Evo Morales anunciaram que vão declarar autonomia nos próximos dias, o que pode gerar novos conflitos.

Eles estão insatisfeitos com a forma como a nova Constituição trata o tema da autonomia, uma antiga reivindicação das regiões mais ricas do país.