Depois de quase três anos de Operação Lava Jato, todo mundo parece ter uma história para contar sobre a maior operação contra a corrupção já deflagrada no país. Já estão presentes nas prateleiras das livrarias diversos títulos escritos por jornalistas, investigadores e advogados. Mas ainda há quem esteja tentando “surfar na onda” dos lançamentos. Pelo menos seis investigados da Lava Jato planejam escrever suas memórias sobre o caso.

Para quem estiver interessado em saber mais sobre a Lava Jato – não pela versão dos implicados -, já há títulos disponíveis nas prateleiras. Um deles é o livro do jornalista Vladmir Netto, “Lava Jato: o juiz Sergio Moro e os bastidores da operação que abalou o Brasil”. A obra chegou a ser classificada por integrante da força-tarefa como o “único livro sobre a Lava Jato publicado que realmente vale a pena ler”.

Também já está disponível a obra “A Outra História da Lava-Jato”, de Paulo Moreira Leite. Já conhecido por ter publicado “A Outra História do Mensalão”, o autor aponta para uma crítica à maior operação de combate a corrupção do país.

Além dessas, outros dois delegados da força-tarefa já lançaram livros inspirados na operação. O primeiro foi o delegado Felipe Hayashi lançou um livro sobre o combate à corrupção. A obra “Corrupção – Combate Transnacional, Compliance e Investigação Criminal” é resultado do Mestrado realizado pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR).

Mais recentemente, o delegado Marcio Anselmo também publicou um livro. “Colaboração premiada – O novo paradigma do processo penal brasileiro” tem o prefácio escrito pelo juiz federal Sergio Moro, responsável pela condução dos processos da Lava Jato em primeira instância, em Curitiba.

Em breve nas prateleiras

Depois de quase três anos de Operação Lava Jato, todo mundo parece ter uma história para contar sobre a maior operação contra a corrupção já deflagrada no país.

 

YoussefNoelmaCunhaCostaMeire Vargas