A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou nesta quarta-feira, por unanimidade, a indicação da ministra do Tribunal Superior do Trabalho (TST) Maria Cristina Peduzzi para compor o Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Maria Cristina recebeu 15 votos dos integrantes do colegiado. A comissão aprovou também um requerimento de regime de urgência para permitir que a indicação dela possa ser votada ainda nesta tarde em plenário.

Se aprovada a indicação, a ministra do TST vai assumir o lugar do ministro Carlos Alberto Reis de Paula, atual presidente da Corte trabalhista.