A composição do Senado Federal a partir de 2011 trará uma dupla diferente: pai e filho dividindo a mesma bancada. Com a eleição da senadora Rosalba Ciarlini (DEM) para o governo do Rio Grande do Norte, assumirá a vaga de titular o ex-deputado estadual Garibaldi Alves (PMDB). Aos 87 anos, o parlamentar potiguar atuará no Congresso ao lado do próprio filho, o senador reeleito Garibaldi Alves Filho (PMDB).

Ao analisar a situação, Garibaldi Alves fala com naturalidade, mas observa: “Só tenho que ter cuidado de não chamá-lo de Gueiri (apelido como trata o filho). Ele é um homem de 1 milhão de votos e precisa de mais solenidade no trato. No Senado não vou tratar como pai, mas vou como colega parlamentar”, disse.

Ele afirma que irá para o Congresso com uma preocupação focada na agropecuária. “É uma preocupação no Nordeste, sobretudo no Rio Grande do Norte. Esse ano, o rebanho de gado está ameaçado porque as usinas estão dando outro uso para cana. Como tratar o gado que está com fome? Ração e torta de algodão encarece ainda mais o gado”, afirmou Garibaldi Alves.

Ele defendeu que o governo federal ofereça medidas de incentivo a importação de milho. “O milho é uma boa ração e deve ser oferecido por um preço razoável. Só assim poderemos salvar os criadores”, ressaltou.