O ex-governador José Serra (PSDB) classificou nesta terça-feira (08) como surpreendente a aliança entre a ex-senadora Marina Silva (AC) e o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), e disse que não é possível prever como ficará o cenário eleitoral em 2014.

“É surpreendente e ainda vai ter muita coisa variável daqui até a eleição”, afirmou. “Se alguém disser que sabe o que vai acontecer é porque está por fora. É porque não está entendendo o que está acontecendo.”

Serra apareceu de surpresa nesta manhã em uma visita do governador Geraldo Alckmin (PSDB) a uma unidade da Faculdade de Tecnologia do Estado de São Paulo (Fatec) no Tatuapé, bairro da zona leste da capital. A declaração à imprensa foi rápida e ele não quis fazer mais comentários sobre a disputa da eleição presidencial do ano que vem.

Serra foi convidado para a visita pelo diretor-superintendente do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-SP), Bruno Caetano, que também participou do evento.

Antes de percorrerem as instalações da Fatec, Serra e Alckmin permaneceram reunidos por cerca de 15 minutos em uma sala a qual a imprensa não teve acesso.

Depois da visita, os dois fizeram uma breve caminhada pelo bairro, cumprimentando pedestres e parando para tomar café em um bar próximo. O evento serviu para Alckmin anunciar a abertura das inscrições para o vestibular 2014 das Fatecs.