O candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra, contou ter ficado “meio grogue” após ser atingido na cabeça por um rolo de papelão durante confronto entre militantes petistas e cabos eleitorais tucanos, hoje, em Campo Grande, na zona oeste da capital fluminense. “Ainda estou meio tonto. Foi uma batida forte. Fiquei meio nauseado, meio tonto. Achei que ia desmaiar”, disse.

A pancada atingiu o lado direito de sua cabeça, na parte de cima, e não teve grandes consequências, segundo o médico que o atendeu na Clínica Sorocaba, zona sul do Rio de Janeiro, Jacob Kligerman. Por orientação do especialista e amigo, o presidenciável cancelou os compromissos de campanha que teria na tarde de hoje, uma visita às obras do Maracanã e a comemoração de aniversário do vice Indio da Costa (DEM). O candidato não precisou de curativos e não precisará tomar remédios.

“Fiquei surpreso com esse nível de agressividade e organização. É uma coisa que puxa para o ódio, para a raiva, para a intolerância. É uma coisa que não faz bem ao Brasil”, disse Serra, na saída do Hospital Samaritano, em Botafogo, onde se submeteu a uma ressonância magnética. Serra estava acompanhado do vice, do candidato derrotado ao Senado Marcelo Cerqueira (PPS), do ex-deputado federal Ronaldo Cezar Coelho, e do presidente do DEM, o deputado federal Rodrigo Maia.