O deputado federal Odelmo Leão (PP), de Minas Gerais, entrou com uma Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (AIME) no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) contra o deputado federal eleito Adelmo Leão (PT), também mineiro. Odelmo, que obteve 179 mil votos na eleição, acusa Adelmo, eleito com 57 mil votos, de fraudar santinhos para atrair mais eleitores.

Segundo a denúncia, às vésperas da eleição o então candidato Adelmo distribuiu panfletos en que a letra “A” de seu nome parecia com o “O”, o que, de acordo com o parlamentar, foi feito com a intenção de confundir o eleitor.

As chamadas colas eleitorais teriam sido espalhadas, principalmente, nos pontos de votação da região do Triângulo Mineiro – reduto do deputado que se diz prejudicado.