O Tribunal de Contas desaprovou as contas da prefeitura da Araucária relativas ao exercício de 1997. Em processo relatado pelo auditor Marins Alves de Camargo Neto, o plenário decidiu também aplicar uma multa ao ex-prefeito Rizio Wachowicz, no valor de 10% do prejuízo de R$ 232.273,93, apurado em relatório de auditoria realizado naquele município.

No mesmo processo foram consideradas irregulares as contas prestadas pela Câmara Municipal de Araucária, no mesmo exercício, concedendo-se o prazo de 30 dias para o recolhimento das importâncias pagas a títulos de honorários advocatícios no valor de R$ 30 mil e a título de cessão onerosa de funcionário do Banestado à Câmara no valor de R$ 16.850,05, devidamente atualizados.

Da decisão ainda cabe recurso. Segundo a auditoria do TC, Rizio “primou por abuso de poder por desvio de finalidade em operações financeiras incorretas, desnecessárias e que geraram num prejuízo demonstrado de R$ 232.273,97 aos cofres do município”.