O presidente em exercício Michel Temer admitiu a possibilidade de o governo federal rediscutir o indexador da dívida dos Estados com a União hoje, em Porto Alegre.

Temer lembrou que a troca do atual indexador, O Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI), por outro que tenha variações menores, está sendo cogitada há bastante tempo por governadores que procuram renegociar suas dívidas. “Se hoje houve decisão mais conjunta lá em Brasília o governo vai levar em consideração, vai examinar as possibilidades financeiras e econômicas de fazer essa nova equação”, afirmou.