O presidente da Câmara dos Deputados, Michel Temer (PMDB-SP), disse hoje que o fato de o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), ter parentes contratados pela Casa não cria embaraços para o colega de partido. “Ele tem uma vida pública extensa e louvável e o fato de ter parentes no Senado ou em outros setores não denigre a imagem do senador”, afirmou. A lista de parentes do senador contratados pelo Senado inclui um neto, uma cunhada, uma nora e duas sobrinhas, além de parentes do genro Jorge Murad, marido de sua filha Roseana Sarney, governadora do Maranhão.

Temer se disse satisfeito com as providências tomadas por Sarney e acredita que o assunto será esquecido em breve. “O presidente do Senado tem tomado providências, medidas já começam a ser executadas. Acho que logo, logo isso também sairá também de foco”, afirmou, antes de proferir palestra no 1º Encontro Nacional de Magistrados de Segunda Instância, em São Paulo.

Sarney anunciou hoje a criação de uma comissão de sindicância para investigar as denúncias da existência de atos secretos no Senado. De acordo com o parlamentar, a comissão será acompanhada por representantes do Ministério Público Federal e do Tribunal de Contas da União (TCU) e terá garantida a sua independência, subordinando-se apenas à mesa do Senado.