O ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência, Edinho Silva, disse nesta quinta-feira, 02, que o presidente da República em exercício, Michel Temer, desempenha um “papel fundamental na governabilidade”. O comentário foi feito depois de o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), defender a saída do peemedebista da articulação política do governo.

“O Michel entrou para tentar melhorar essa articulação política e está claramente sendo sabotado por parte do PT. Eu acho que, a continuar desse jeito, o Michel deveria deixar a articulação política”, disse Cunha.

Em um discurso de pacificação, Edinho disse a jornalistas que, numa democracia, “temos de respeitar as opiniões”.

“O presidente da Câmara tem o direito de se posicionar, de ter as suas opiniões, todos que acompanham o dia a dia do governo sabem que o governo da presidente Dilma valoriza o vice-presidente Michel Temer. O vice-presidente Michel Temer tem papel fundamental na governabilidade”, comentou o ministro.

Desde o agravamento do “caos político”, Temer passou a acumular as funções da Vice-Presidência com as da Secretaria de Relações Institucionais (SRI). No mês passado, os ministros da Casa Civil, Aloizio Mercadante, e da Defesa, Jaques Wagner, sugeriram a escalação de um titular exclusivamente para a SRI, o que provocou desconforto entre peemedebistas, que viram no gesto um esvaziamento das funções de Temer.

O ministro da Secom e Temer se reuniram nesta quinta-feira no anexo I do Palácio do Planalto, onde funciona o gabinete da Vice-Presidência. Segundo um auxiliar, Edinho tratou com Temer sobre a liberação de campanhas da Secretaria.